Vidro Blindado, conheça mais detalhes!

  • 0
  • 25 setembro, 2017

O vidro blindado tem sido cada vez mais procurado em projetos de arquitetura, tanto para locais públicos quanto para locais privados.

Isso porque o crescimento da violência no país fez com que as pessoas passassem a procurar por alternativas de segurança, uma delas é a blindagem.

Esse tipo de vidro é muito mais resistente do que o vidro comum e pode trazer mais segurança para os seus consumidores.

Mas antes de falar mais sobre essa e outras vantagens, é importante saber o que é o vidro blindado.

Vamos lá?!

O vidro blindado é feito a partir do vidro comum, transparente, mas extremamente resistente. Principalmente contra à penetração quando atingindo por balas de armas de fogo, mas, como qualquer outro material, não é totalmente impenetrável.

vidro blindadoGeralmente, o vidro blindado é constituído por uma combinação de dois ou mais tipos de vidro, um é um pouco mais resistente e outro um pouco mais fragilizado. A camada fragilizada torna o vidro mais elástico, fazendo com que ele se flexione, ao invés de se estilhaçar.

O vidro blindado é um tipo de multilaminado, ou seja, várias camadas reforçadas compostas por várias lâminas de vidro comum.

Todas elas são intercaladas por películas plásticas como o polivinil butiral (PVB) ou por resinas.

Além das lâminas de vidro e películas ou resinas intermediárias, eles tem como principal finalidade a desaceleração dos projéteis.

Essas películas  por fornecerem alta resistência para impactos físicos, como ataques feitos com martelos e machados.

Além de melhorar, um pouco, a propriedade balística de todo o composto. O vidro, que é muito mais duro que o plástico, achata o projétil, o plástico então é deformado (absorvendo a energia gerada), o que acaba por evitar a penetração da bala.

Esse projétil é usado em veículos de combate desde a Segunda Guerra Mundial, sendo, geralmente, extremamente espesso e pesado.

E como ele é feito?

O blindado também costuma levar em sua composição materiais como lâminas de policarbonato – plástico que é composto por ligações de carbono e oxigênio.

E também o poliuretano, que promove a aprovação entre as camadas de policarbonato.

A resina ou o plástico, conforme a maneira que forem fabricados, servem tanto para colar um vidro no outro quanto para amortecer o impacto da bala, por exemplo, e, impedir que se torne pedaços cortantes.

A vantagem desse método, além do preço, é que a espessura e o peso das blindagens podem diminuir entre 50 e 70%.

E a melhor parte é que esse tipo de procedimento pode ser feito em vidros já existentes.

Vale ressaltar que não há apenas um tipo de fórmula para a constituição do vidro blindado.

A ABNT não especifica algum tamanho, espessura, tipo de material para a montagem, etc.

No entanto, a norma apenas aponta o desempenho que devem apresentar com relação à resistência do vidro.

Onde é utilizado o vidro blindado?

Assim como os demais vidros de segurança, o vidro blindado é utilizado em situações de riscos e onde possa sofrer algum tipo de impacto humano.

Ele surgiu da necessidade de se proteger de ataques de bandidos, tiros e qualquer outra situação que possa causar algum dano físico ou material.

O vidro blindado ficou conhecido como vidro balístico pela capacidade de reter projéteis como balas de revólver e acessórios para carros.

blindadoMas também pode ser usado em portas, janelas, etc.

Esse tipo de vidro é resistente a balas de revólver, barras de aço, fogo e outros.

Quando sofre impacto ele se danifica, mas nada que coloque as vidas sob sua proteção em perigo.

Automóveis, guaritas e carros-fortes não são os únicos espaços em que vidros blindados podem ser aplicados.

O vidro blindado também vem sendo cada vez mais aplicado em projetos de arquitetura e construção civil, como fachadas de edifícios e janelas de grandes residências.

Para isso, deve-se estudar o nível exigido de proteção desejado pelo cliente, o que envolve paredes, teto, portas, etc.

Projetos de arquitetura vêm observando os benefícios que os vidros blindados podem conferir nas residências.

Além da segurança, ele pode trazer proteção térmica e solar para o ambiente.

Automotivo x Construção Civil

janela vidro blindadoVidro blindado Automotivo

  • Busca pela leveza da peça final do carro com o objetivo de não prejudicar a estrutura ao todo do automóvel;
  • Levado ao forno em altas temperaturas para a curvação;
  • Destinado a blindadoras ou montadoras  automotivas;
  • Não pode apresentar distorção óptica superior a 0,04 dioptria para as áreas do para-brisa;
  • E do vidro traseiro em que o ângulo de visão do motorista é mais direto.
    Dioptria é a unidade de medida que se refere a capacidade de algo transparente modificando o trajeto de luz.
  • Deve ter transmissão luminosa mínima de 60%

Vidro blindado na construção civil

  • Não há necessidade em ser mais leve;
  • Geralmente o formato é plano, sem necessidade de fazer a curvação;
  • Destinado a instaladoras;
  • Não há normas que especifiquem limites para distorção óptica ou transmissão luminosa em vidros blindados para a construção civil;

Custo-Benefício do vidro blindado

Apesar dos diversos benefícios que o vidro blindado oferece, o preço de instalação de um vidro blindado é muito alto.

Por isso, uma alternativa para maior segurança e proteção é a película de segurança sob o vidro automotivo.

Algo que muitas empresas, atualmente, já oferecem instalados para os seus consumidores, com preços acessíveis.

É importante frisar que os consumidores não estarão completamente protegidos ao colocar uma película  sob ataque de balas ou qualquer outro tipo de impacto.

Se uma empresa intitular como 100% protegido se torna uma falsa publicidade…

E claro, colocando a vida de todos os clientes em risco.

Regulamentação do vidro blindado

vidros blindadosO vidro blindado antes de ser comercializado deve estar registrado ao Exército Brasileiro.

Que é responsável por realizar todos os testes necessários para a aprovação do material.

O teste de resistência da balística deve considerar as seguintes normas:

  • A avaliação do impacto (de acordo com o ângulo de incidência, a velocidade do projétil, a munição e o impacto pela bala num determinado ponto do corpo de prova);
  • O posicionamento e a sequência dos disparos a serem feitos;
  • A preparação dos corpos de prova — ou seja, a amostra do vidro blindado a ser testado deve ser acondicionada em ambiente com temperatura e umidade do ar especificados pela norma;
  • A face do ataque e;
  • Presença de umidade.

Segundo a norma da ABNT 1500, somente depois de passar pelas etapas citadas acima.

Em que os corpos de prova são posicionados para receber o impacto.

A resistência é determinada pelo tipo de munição e o corpo de prova é considerado se não houver nenhum tipo de perfuração na folha de alumínio.

E são colocadas em distâncias de 15 cm sobre a face contrária à face do vidro alvejado.

Após a conclusão do procedimento e de todas as etapas que são necessárias…

É emitido um relatório técnico sobre o teste informando se o produto foi aprovado ou não para o nível de proteção que ele se propõe a conferir.

 

Texto: Ana Tamires

Gostou do conteúdo de hoje e quer saber mais? Nos acompanhe nas redes sociais (Facebook, InstagramGoogle+Twitter e Pinterest) para receber dicas diárias sobre esses assuntos. 

Até a próxima!




Deixe seu comentário abaixo

Envie uma resposta