Projetos de interiores e materiais de acabamento

  • 0
  • 5 julho, 2017

Projetos de Interiores

Atualmente, o mercado conta com diversas opções de materiais que podem ser usados em projetos de interiores. Cada um, no entanto, conta com características próprias que podem servir menos ou mais a um projeto.

Mais do que criatividade, o decorador deve conhecer bem os tipos de materiais, a fim de oferecer boas soluções que atendam às expectativas do seu cliente.

Como o design de interiores também sofre as influências da moda, é muito comum que determinados estilos façam mais sucesso em épocas específicas – e os materiais, naturalmente, acompanham essas tendências. Confira alguns desses materiais que vêm proporcionando soluções inovadoras para projetos de interiores e que, com certeza, não podem ficar de fora do seu projeto!

1. Cimento

Usar cores acinzentadas em pisos e paredes é uma tendência dos projetos de interiores. Além de ser uma cor bastante moderna, o cinza serve como uma boa base para o uso de móveis e acessórios em cores vivas. Isso dá um ar despojado e ao mesmo tempo muito urbano a diversos projetos.

Seguindo a tendência do cinza e da criação de ambientes mais arrojados, o cimento começou a ganhar espaço na decoração de interiores e acabou se transformando em um verdadeiro “must have“.

A escolha de cimento queimado em pisos e paredes pode conferir tanto ares mais rústicos, quanto sóbrios ou modernos, dependendo do projeto e da criatividade do profissional. Sem dúvida, o cimento não pode ficar de fora dos projetos e deve ser utilizado em diferentes ambientes, garantindo uma decoração simples e, ao mesmo tempo, cheia de personalidade.

2. Madeira de demolição

Nos projetos de interiores, a madeira é muito utilizada para criar uma sensação de conforto e aconchego. Porém, se além de proporcionar um ambiente acolhedor, o arquiteto ou designer desejar trazer ares mais rústicos ao projeto, a madeira de demolição é uma escolha certeira.

projetos de interiores

Considerada tendência nos projetos de decoração de interiores, a madeira de demolição é um material sustentável e capaz de trazer um toque especial a diferentes tipos de projetos. Muito versátil, ela pode ser utilizada tanto em móveis, como em revestimentos.

Também é possível mesclar esse material com outros mais modernos e ousados, tais como ferro e vidro, criando contrastes bastante interessantes na decoração.

3. Vidro

O vidro é um material bastante versátil e pode trazer uma série de diferenciais para um projeto de interiores. Quando utilizado em portas e paredes, por exemplo, ele serve para trazer mais luminosidade e leveza ao ambiente, aumentando a sensação de amplitude.

projetos de interiores

Usar vidro na composição dos móveis também é uma forma de dar sofisticação e modernidade à decoração, criando um ambiente extremamente arrojado e elegante.

Os vidros em luminárias e peças específicas criam um efeito clássico, que nunca sai de moda. Os coloridos, por exemplo, podem garantir diferentes tons de iluminação, criando ambientes mais quentes ou mais frios.

Certamente, esse material não deve ficar de fora dos projetos de interiores, já que oferece soluções criativas para diferentes espaços.

4. Nanoglass

O nanoglass é um novo elemento que já se transformou em tendência na decoração de interiores. Trata-se de um material sintético feito a partir de pó de vidro e resina. Excelente para o revestimento de pisos e bancadas. Com uma textura lisa e homogênea, o nanoglass conta com alta resistência e durabilidade, servindo como um ótimo substituto para o granito e o mármore.

Como é um material com baixa porosidade, ele pode ser utilizado em ambientes mais úmidos, sem correr risco de manchar.

Apesar de ter um custo elevado, o nanoglass também deve ser considerado nos projetos de interiores. Pode ser mesclado com outros materiais como madeira, vidro e espelhos, garantindo uma decoração arrojada e muito moderna.

5. Acrílico

Nos últimos anos, o acrílico se transformou em uma tendência em diversos projetos. Por se tratar de uma matéria-prima bastante versátil, ele está presente em objetos de decoração, móveis e utensílios. Por ser leve e resistente, o acrílico ganhou o mundo do design com aplicações modernas, como nas cadeiras, por exemplo.

projetos de interiores

Por ser translúcido, o acrílico encontra espaço em projetos mais arrojados de decoração, e, por isso, é outro material que deve ser considerado pelo arquiteto. Especialmente para clientes que buscam alternativas mais ousadas na decoração de interiores.

6. Ferro

Uma das principais vantagens de utilizar ferro na decoração de interiores é a durabilidade deste material.  Peças e acessórios feitos a partir dele, além de resistentes, são duradouras e podem garantir um design bastante arrojado. Dependendo do estilo dos projetos de interiores – aqueles que seguem a linha industrial, por exemplo, casam bem com o ferro em determinados elementos.

Quando o projeto prioriza um ambiente menos formal e mais descontraído, é possível optar por peças em ferro colorido, por exemplo. Agora, para quem gosta de ambientes menos ousados, mesclar móveis tradicionais com peças e acessórios em ferro preto ou cinza é a solução ideal para garantir um efeito equilibrado no décor.

O ferro também é um material bastante versátil e que não deve ficar de lado em nenhum projeto de interiores. Dependendo da forma como é trabalhado, ele pode garantir ares mais rústicos e despojados, ou mesmo mais sofisticados e modernos.  Por isso, vale a apostar na criatividade e usar e abusar desse material no seu projeto.

Gostou dessas dicas de materiais que são verdadeiras tendências da decoração? Então, continue acompanhando nosso blog para conferir as últimas novidades do setor e até a próxima.  

Deixe seu comentário abaixo

Envie uma resposta