História do Espelho: Saiba como surgiu!

  • 0
  • 19 setembro, 2017

Você sabe a história do espelho? Qual a sua origem e porquê surgiu?espelho vintageNo post de hoje, iremos abordar um pouco sobre esse acessório tão comum que todos nós temos em nossas casas, mas que muitos desconhecem a sua origem. Você está preparado?!

O espelho é um acessório que possui diversas finalidades, ou seja, vai muito além da questão de vaidade do ser humano.

Uma das sua finalidades como já foi apontada diversas vezes é como item decorativo para deixar um ambiente ainda mais bonito.

Como você deve saber é da natureza humana o hábito de observação de imagens.

Não está entendendo onde queremos chegar?

Com a ascensão da tecnologia e consequentemente, a globalização favoreceu para a inclusão digital e redes sociais.

Tirar fotos ou selfies tem se tornado algo cada vez mais comum entre nós, humanos.

No entanto, a repercussão de imagens nas redes sociais se dá através de segundos e em diferentes lugares do planeta.

Onde o próprio homem acaba perdendo o controle desse fenômeno e da sua dimensão como um todo.

Isso teve seu início na observação de imagens através de espelhos…

E claro, com a mesma intensidade e fez disso uma prática muito comum na história humana.

Como surgiu a ideia do espelho?

Antes de falar especificamente da primeira fabricação de espelho, de fato.

É importante saber de onde surgiu a ideia de espelho. Você acha que conseguiria acertar?

Então, veja se você acertou abaixo:

A primeira manifestação do espelho é tido que teve seu início a partir do momento em que o homem conseguiu notar o seu reflexo na água.

Mas isso envolve muito mais do que uma “mera” observação, podemos ousar em dizer que faz parte de algo filosófico.

Isto é, uma observação que passou a tornar-se um hábito em que o homem encontrou para conhecer a si mesmo e agregar outros elementos importantes que determinaram o reconhecimento de sua própria identidade.

Desde então, a compreensão de si mesmo e o processo de dominação do homem perante a natureza, levaram à criação de espelho como conhecemos hoje e claro, foi ganhando espaço e sua devida importância para o ser humano.

Aproveite o gancho para ler sobre espelhos decorativos!

Primeiras manifestações do espelho

espelho venezianoSegundo pesquisadores e historiadores, uma das primeiras manifestações da história do espelho se deu na Idade do Bronze, há cerca de 3.000 anos a.C..

Por meio do polimento de pedras e de metais, parte da população do atual Irã foram os responsáveis pelas primeiras aparições da história do espelho.

Diferentemente do que pensamos quando nos referimos à espelho, atualmente.

O espelho da época era formado com placas de bronze com areia e refletiam contornos de uma imagem completamente distorcida.

Na Antiguidade, o acessório de metal chegaram às mãos dos gregos e romanos e a partir daí foi se espalhando pela Europa.

Isso até se tornar conhecido em todo o continente no final da Idade Média.

Até por volta do século XIII, o espelho era feito de metal polido, ligas de prata ou bronze.

Ou seja, que fossem duras o suficiente para aguentar o processo de polimento mecânico e não riscar tão facilmente.

A precariedade do espelho da Antiguidade foi resolvida após o desenvolvimento de uma técnica.

Que era baseada na junção de placas de metal e grandes camadas de vidro.

Esta técnica, surgida em Veneza durante o século XIII, permitiu uma significativa melhoria de nitidez.

Contudo, assim como as novidades que aparecem no mercado atualmente, um espelho era algo extremamente raro e custava muito caro.

Durante os séculos XV e XVI, um espelho de proporções médias poderia valer muito. Aliás, muito mais que as pinturas de um pintor renascentista ou um poderoso navio de guerra.

História do espelho de vidro

história do espelhoJá para a primeira aparição do espelho de vidro na história, não há nada certo!

Como assim?!

Para alguns pesquisadores e historiadores, o espelho de vidro e metal teria sido inventado no atual Líbano.

Enquanto para outros, o primeiro espelho de vidro só surgiria no início do século XIV, criado por artesãos de Veneza, na Itália.

Onde desenvolveram uma mistura de estanho e mercúrio que, aplicada sobre um vidro plano, formava uma fina camada de mercúrio (refletora).

O espelho veneziano era famoso pela qualidade e seu método de fabricação era mantido em segredo.

Mas, além do alto custo, a produção causava problemas aos artesãos, que se contaminavam com mercúrio, material altamente poluente e que traz danos à saúde.

Apenas no século XIX, foram descobertas formas de espelhar o vidro com prata química, sem a necessidade do mercúrio.

Tal descoberta feita pelo alemão, Justus von Liebig, quando decorria o ano de 1835.

Tratava-se da técnica mais segura, simples e barata que, inclusive, popularizou o espelho pelo mundo.

Popularização do Espelho

espelho na cabeceiraNunca foi falado sobre a sua popularização na história do espelho, mas a ação em prol da popularização de espelho aconteceu no século XVII.

No ano de 1660, o rei francês Luís XIV designou um de seus primeiros-ministros para que subornasse artesãos venezianos.

Conhecidos por serem os responsáveis por uma eficiente técnica de fabricação de espelho.

Espelho Palácio de VersalhesGraças a essa subordinação, os franceses tiveram condições para construir o lendário salão de espelhos encontrado no Palácio de Versalhes.

No entanto, se hoje é possível vermos espelhos por todos os lados, em várias residências e comprá-los por preços acessíveis. Durante a Idade Média, esses acessórios só podiam ser vistos nos palácios.

Com a quantia que se pagava por um espelho comum era possível comprar um navio de guerra, por exemplo. Tal realidade só mudou com a produção em massa gerada pela Revolução Industrial no século XIX, aspecto que reduziu drasticamente o preço do espelho, sem que perdesse o seu devido valor.

Texto: Ana Tamires

Gostou do conteúdo de hoje? O que achou da História do Espelho? Conte pra gente sua parte favorita! Sua opinião é muito importante para nós! Se quiser continuar recebendo conteúdos como este, nos siga nas redes sociais  (Facebook, InstagramGoogle+Twitter e Pinterest) e até a próxima!




Deixe seu comentário abaixo

Envie uma resposta