Guarda-corpo de vidro: perigos e exigências de segurança

  • 0
  • 9 novembro, 2017

No universo da construção civil, o vidro é sinônimo de modernidade e elegância. Não é à toa que a maioria dos designers e arquitetos o incorpora em seus projetos. Mas dar elegância a um ambiente não é a única função do vidro. Ele também pode ser utilizado para proteger as pessoas, como é caso do guarda-corpo de vidro, que pode ser  colocado em escadas, bordas de sacadas, rampas, passarelas e mezaninos.
Quer saber o que é um guarda-corpo, leia nosso artigo “Guarda-corpo: dúvidas comuns”.

Mas para, de fato, proteger as pessoas e evitar acidentes, os guarda-corpos de vidro precisam ser fabricados e instalados de acordo com a norma ABNT NBR 14.718, criada em 2001 e revisada em 2008. Esta norma cita as exigências que os guarda-corpos devem cumprir, tanto no que diz respeito aos materiais que os compõem, quanto a sua instalação, para serem considerados totalmente seguros. A seguir, falaremos sobre as exigências relacionadas especificamente aos guarda-corpos feitos de vidro. Confira!

guarda-corpo de vidro 1

As áreas em que a norma NBR 14.718 se aplica

Antes de tudo, é importante lembrar que as exigências da norma NBR 14.718 se aplicam à instalação do guarda-corpo de vidro em áreas de uso privativo e de uso comum ou coletivo:

Áreas de uso privativo: escadas, varandas e mezaninos de edificações residenciais ou comerciais, com acesso restrito;

Áreas de uso coletivo: áreas comuns de edifícios, hospitais, museus, shopping centers, cinemas, aeroportos, rodoviárias, etc, com acesso livre.

A NBR 14.718 não se aplica a guarda-corpos instaladas em passarelas situadas sobre ruas e avenidas e em locais com grande aglomeração pública, como ginásios de esporte.

guarda-corpo de vidro 4

As exigências voltadas para guarda-corpos de vidro

Abaixo, listamos as exigências relacionadas ao guarda-corpo de vidro:

  1. Somente podem ser utilizados vidros que estejam em conformidade com a NBR 7199 e que atendam aos requisitos de resistência citados na seção 5 da NBR 14.718;
  2. A espessura das chapas de vidro deve estar de acordo com a NBR 7199 e também atender aos requisitos de resistência citados na seção 5 da NBR 14.718;
  3. As chapas de vidro devem ser instaladas de acordo com as orientações prescritas na NBR 7199;
  4. É vedada a utilização de massas à base de gesso e óleo para a fixação do vidro;
  5. Os rebaixos devem estar isentos de poeira, gordura, oxidação, umidade e outras impurezas;
  6. É vedado o contato das bordas das chapas entre si, com peças metálicas ou com a alvenaria;
  7.  As guarnições de borracha ou elastoméricas em EPDM para vedação devem atender à norma NBR 13756 e se adaptar facilmente às dilatações, deformações e vibrações resultantes das ações mecânicas ou das variações de temperatura. Elas não devem escoar nem assentar e aderir adequadamente ao vidro e ao caixilho. As guarnições de borracha podem ser colocadas juntamente com outros materiais de calafetação, mas desde que eles sejam compatíveis. No caso dos vidros laminados, as guarnições, os calços e os outros componentes devem ser neutros em relação aos materiais componentes do vidro laminado;
  8.  Recomenda-se a utilização de baguetes na face interna do guarda-corpo de vidro, tanto para facilitar a manutenção, como para dar mais segurança.

guarda-corpo de vidro 3

Dicas do que fazer ao instalar o guarda-corpo de vidro

1. Use apenas o vidro correto

Eles devem ser laminados. No caso de quebra, o vão permanece preenchido, diminuindo os riscos de queda. O laminado, aliás, pode ser composto por vidros temperados, nos quais são mais resistentes. Isso vale principalmente para instalações que exigirem furos nos vidros (no caso de botões e da maioria dos modelos de torres).

2. Fique atento á altura

A norma de guarda-corpos, NBR14718, diz que a distância da parte superior dos guarda-corpos até o ponto mais alto do espaço com circulação de pessoa deve ser de no mínimo, 1m. Mas fique atento, consulte a legislação do Corpo de Bombeiros de sua região antes de determinar a altura. Em algumas aplicações, a altura mínima estabelecida na instrução técnica deles é maior do que a apontada pela norma técnica.

3. Evite o atrito dos componentes

Use sempre material intercalário (como borracha) para evitar o contato direto entre o vidro e as peças metálicas dos guarda-corpos, o piso ou outros vidros.

4. Isole o local da instalação

A área abaixo do lugar em que os guarda-corpos serão instalados deve ser isolada, para evitar acidentes.

5. Os EPIs são indispensáveis

Atenção quando for colocar a mão na massa: os instaladores devem usar equipamentos de proteção individual (EPIs), como óculos de segurança, luvas, anticorte, protetores auriculares e botas com biqueira de aço. Se houver risco de queda, use também cinto de segurança.

guarda corpo de vidro 2

O que não fazer na instalação do guarda-corpo de vidro

1. Deixar de testar

Antes da instalação, nunca deixe de conferir se os guarda-corpos foram testados e aprovados nos testes de esforços estáticos vertical e horizontal, resistência a impactos. Esse procedimento também inclui o vidro a ser usado.

2. Desrespeitar as características do local

Em regiões litorâneas, não use sistemas e chumbadores de aço carbono, pois, estão sujeitos á corrosão. Dê preferência às ferragens de aço inox ou alumínio anodizado.

3. Achar que sabe tudo

Conte com a consultoria e acompanhamento técnico de um arquiteto ou engenheiro especializado.

4. Ter pressa

Caso o sistema seja fixado por meio de chumbamento químico (com uso de silicone estrutual), não coloque os vidros antes do tempo necessário para a cura do produto.

5. Ser negligente com os materiais

Não confunda silicone estrutural com adesivos para vedação: estes últimos não têm as propriedades necessárias para a aderência e não vão suportar o peso dos guarda-corpos.

Gostou?

Agora que você já sabe todas as dicas, fique atento ao fazer a instalação do guarda-corpo de vidro aí na sua casa!
Ficou com alguma dúvida? Escreva-a nos comentários para que possamos lhe ajudar. Aproveite também para conhecer os nossos guarda-corpos!

Conheça a tecnologia em vidro da PS!

Há mais de 30 anos no mercado, a PS do Vidro une experiência, qualidade e preços competitivos que a fizeram ser um dos maiores atacadistas e varejistas de vidros de São Paulo. Com atendimento em quatro unidades espalhadas por SP: Unidade Morumbi, Unidade Vila Olímpia, Unidade Saúde e Unidade Perdizes. A PS do Vidro ainda conta a estrutura própria de produção e beneficiamento de peças sob medidas, fora de esquadro, corte, colagem e acabamento. Além de preocupação com a segurança, conforto dos clientes e ótima recepção no atendimento, escolha a PS do Vidro, pois a garantia de qualidade é certa!  Peça um ORÇAMENTO ONLINE.

Deixe seu comentário abaixo

Envie uma resposta